Comissão de Saúde da Alesc vai cobrar do Estado o descumprimento da lei que obriga o fornecimento dos análogos da insulina A Comissão de Assembleia Le

Comissão de Saúde da Alesc vai cobrar do Estado o descumprimento da lei que obriga o fornecimento dos análogos da insulina
A Comissão de Assembleia Legislativa, através de proposição do deputado Neodi Saretta, realizou um debate acerca da importância de manter o bom controle glicêmico, além das novas tecnologias de monitoramento da glicemia. Saretta, que é presidente do Colegiado, falou da importância dos cuidados com o diabetes, como aferição dos índices de glicoses e também do uso dos medicamentos, que são fornecidos gratuitamente, mas isso não está sendo cumprido. “Foi um debate muito importante e como a lei estadual que garante o fornecimento dos análogos de insulina não está sendo cumprida, estamos encaminhando ao Secretário de Estado da Saúde, um pedido de explicação sobre esse descumprimento”, disse o deputado.
Outro tema discutido foi o uso de novas tecnologias para o controle da glicemia. Saretta relatou um pedido que fez ao Estado para fornecimento gratuito do sistema de monitoramento contínuo da glicemia, que dispensa o famoso furinho no dedo. O objetivo da proposta é proporcionar aos diabéticos mais qualidade de vida. "O portador de diabetes precisa verificar a glicose do sangue várias vezes ao dia para evitar a hipoglicemia, e o que queremos é dar mais qualidade de vida às pessoas, já que este sistema faz o aferimento sem a necessidade de furar o dedo.", disse o parlamentar.
Além dos deputados membros da Comissão, participaram do debate virtual, a Presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes - Regional SC, Tanise Damas, Dr. Paulo César Alves da Silva, médico especialista em endocrinologia e metabologia, chefe do serviço de pediatria do Hospital Infantil Joana Gusmão, e a enfermeira Samara Suplici da Universidade de São Paulo (USP).


Categoria:Exemplo de categoria