Mais Prêmios! Filme catarinense "Albertina" vence agora na França

Depois de vencer o festival WICA em Los Angeles, o filme catarinense "Albertina"(2020) recebe prêmio de Melhor Filme Biográfico e ainda vence  em outras quatro categorias em festival de cinema francês.

O longa-metragem “Albertina” (2020) venceu em cinco categorias do Cannes World Film Festival: Melhor Filme Biográfico, Melhor Diretor de Longa-metragem, Melhor Cinematografia, Melhor Atriz Estreante e Melhor Atriz Infantil.

A história de Albertina Berkenbrock está rodando o mundo através do filme nos festivais de cinema e agora na sua terceira participação no continente europeu. O filme recebe prêmio de Melhor Filme Biográfico no Cannes World Film Festival da França. A obra ainda recebeu os seguintes prêmios:


Melhor Diretor de Longa-metragem:

O prêmio de Melhor Diretor de Longa-metragem foi entregue ao urussanguense Luiz Fernando F. Machado, produtor executivo, diretor e montador em “Albertina”(2020). O prêmio é uma conquista de todo o departamento de direção, inclusive dos estagiários, alunos do curso popular de cinema aplicado pela Companhia Boanova de Cinema Regional em Imaruí.


Melhor Cinematografia de Longa-metragem:

Marx Vamerlatti recebeu o prêmio de Melhor Cinematografia do festival. O Diretor de Fotografia araranguaense faz parte da equipe de diretores e professores da Companhia Boanova de Cinema Regional em projetos da Estética da Sopa de Pedra e trabalha com grandes produtoras do Brasil. Recentemente foi o Diretor de Fotografia dos longa-metragens inéditos “Achados Não Procurados”, com direção de Fabiana Heilmann Penna e “Porto Príncipe”, de Maria Emília de Azevedo.

É o segundo prêmio de Melhor Cinematografia conquistado por Marx com seu trabalho em “Albertina”(2020), o primeiro foi concedido em 19 de julho no World International Film Awards em Los Angeles.


Melhor Atriz Infantil e Melhor Atriz Estreante em Longa-metragem:

O Prêmio de Melhor Atriz Infantil foi entregue a Suienny Espíndola de 9 anos de idade, moradora de Imaruí que protagonizou no longa o papel de Albertina na primeira fase do filme. Sua irmã Jhulienny Espíndola, de 14 anos de idade, protagonizou o papel de Albertina na segunda fase. Jhulienny recebeu o prêmio de Melhor Atriz Estreante. As duas irmãs que nunca haviam atuado foram preparadas pela equipe da Companhia Boanova de Cinema Regional desde o início do curso popular de cinema até o momento da seleção de elenco, preparação de atores e gravações. Imaruí e Santa Catarina devem sentir muito orgulho destas duas meninas devotas de Albertina, queridas, inteligentes, educadas e muito dedicadas, durante o curso popular de cinema elas se revelaram grandes atrizes!

Suienny e Jhulienny foram destaques no Cannes World Film Festival e estão esculpindo seus nomes na história do cinema catarinense com seus prêmios internacionais de melhores atrizes conquistados pelo trabalho em “Albertina”. Em 19 de julho cada uma já havia brilhado e conquistado o prêmio de melhor atriz em Los Angeles no World International Cinema Awards (WICA).

Categoria:Exemplo de categoria