Leilão para compra de carvão até 2047 garante transição para Sul catarinense, diz Ada

A confirmação da termelétrica Jorge Lacerda no leilão de energia previsto para o fim de junho repercutiu na Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (16). Vice-presidente da Comissão de Economia, Minas e Energia e proponente das reuniões realizadas pelo colegiado sobre o tema, a deputada estadual Ada Faraco de Luca (MDB) comemorou a oficialização. Conforme Ada, o novo contrato dará fôlego para a transição do setor e garantirá os empregos e a recuperação ambiental.
O anúncio foi feito pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, ao governador Carlos Moisés. “Nós já tínhamos antecipado essa informação na nossa reunião aqui na Assembleia. Isso significa, se tudo der certo, um contrato de 20 anos. Ou seja, temos um contrato até 2027, que seria ampliado até 2047”, disse Ada. “Isso significa a manutenção dos mais de 20 mil empregos diretos e indiretos. significa a manutenção de um setor que representa R$ 5 bilhões por ano para a economia catarinense. Isso significa a continuação dos projetos de recuperação ambiental”, acrescentou.

Ada afirmou, também, que o prazo coincide com a decisão brasileira de descarbonização. “Acima de tudo, nós teremos tempo suficiente para que nós possamos fazer a transição para o novo momento econômico no sul-catarinense”, disse. “Mas, temos que continuar trabalhando, para que tudo corra bem e possamos comemorar a continuidade do nosso Ouro Negro”, acrescentou.
Categoria:Exemplo de categoria