Engenharia Mecânica da UniSatc desenvolve projeto de perfuratriz para minas da região

Uma demanda da indústria carbonífera do Sul do Estado se tornou um projeto envolvendo o curso de Engenharia Mecânica do Centro Universitário Satc (UniSatc). Buscando melhorar a segurança e o processo de extração do carvão mineral, alunos e professores do curso projetaram e estão montando um sistema automatizado de colocação de parafusos no teto das minas de carvão. 

“A demanda partiu das mineradoras através de um pedido do Ministério do Trabalho. Uma das questões é que durante o processo de escoramento de teto ficava um auxiliar vulnerável em uma parte escorada da mina”, explica o assessor técnico do Sindicato da Indústria de Extração de Carvão do Estado de Santa Catarina (Siecesc), Márcio Zanuz. 

O sistema desenvolvido na UniSatc vai realocar o operador que ficava embaixo de um teto instável colocando os parafusos no sistema da Perfuratriz de Teto (PT) ou também chamada de martelo de teto. Dessa forma, a operação torna-se segura, evitando futuros acidentes de trabalho. 

“Hoje já existem equipamentos que fazem esse serviço sem precisar de auxiliar, mas eles são muito caros, pois são feitos na Europa e as dimensões são diferentes das nossas minas. Até agora as empresas estão satisfeitas e animadas com os resultados”, ressalta o assessor técnico. 

O projeto já está em fase de fabricação do projeto de lança e magazine de parafusos em perfuratrizes de teto. “Para os alunos é muito importante, pois temos bolsistas que trabalham diretamente nos projetos e podem ter um contato direto com o mercado de trabalho e possíveis empresas que estarão no futuro, até porque, muitos ex-alunos nossos já trabalham nessas empresas e participam do projeto”, conta o coordenador do curso de Engenharia Mecânica da UniSatc, Luiz Carlos Cavaler.

Categoria:Exemplo de categoria