Blog do Feijão Blog do Feijão

Mais dinheiro para os Prefeitos – A arrecadação de Santa Catarina voltou a crescer acima da inflação em 2018. O desempenho total em outubro deste ano, em relação ao mesmo período de 2017, chegou a 10%, com uma receita tributária bruta superior a R$ 2,2 bilhões. O acumulado anual ficou em 7%, bem próximo à meta prevista na Lei Orçamentária Anual (LOA), que é de 7,88%, sendo que ainda restam dois meses para finalizar o ano.

 

Prefeitura de Sombrio continua inchada - De acordo com Demonstrativo Simplificado do Relatório de Gestão Fiscal do 2º Quadrimestre de 2018 a despesa de pessoal ultrapassou o limite de alerta que é 48,6%, chegando a 49,36% da receita do município. Esse é o problema de administrar com uma coligação de muitos partidos, tem que colocar os apoiadores na Prefeitura e acaba comprometendo os serviços e também foi um dos motivos para a rejeição das contas do Prefeito Zênio Cardoso em 2016 e 2017.

 

Destino dos Prefeitos após a eleição – Com vistas a 2020, vamos analisar as possibilidades de os Prefeitos da região trocarem de partido. Os Prefeitos de Balneário Gaivota, Sombrio e Santa Rosa do Sul devem ficar nos seus respectivos partidos, pois já foram reeleitos. O Prefeito Moacir Teixeira de São João do Sul há pouco trocou o PSD pelo MDB deve também ficar no seu partido até por que o MDB deve apoiar o Governador Moisés. O Prefeito Jonas do PT é uma incógnita e o Prefeito de Praia Grande Henrique Maciel pode migrar para o PSL, já que o MDB é adversário em Praia Grande.

 

Chapa Advocacia Unida de Sombrio - Será eleita no dia 28/11 tem como Presidente reeleito André Giordane Barreto, Vice-presidente Leonardo Rodrigo Da Silva, Secretário Geral Juares Batista Da Silva, Secretária Geral Adjunta Janaina Alexandre Machado e Tesoureira Karina Vidor Macedo Gonçalves.

 

Mais um vereador cassado em Sombrio - Como as duas coligações a PSDB-PR-PTB-PSC-PCdoB e a formada por PMDB-PSB-PRB-DEM, disputaram juntas a eleição em 2016, o mesmo destino que tiveram os cinco vereadores do PMDB atingiu o Vereador Fabiano Pinho. Como os cinco vereadores permanecem na Câmara, o mesmo deve acontecer com o Presidente da Câmara de Vereadores de Sombrio.

 

SC não deve copiar o RS - De acordo com o orçamento enviado pelo Governador Eduardo Moreira para a Alesc, o que se falava a boca pequena, aconteceu. Os 12 anos de governo do PMD/PSD/PP e PSDB literalmente quebraram SC, pois vamos encerrar o ano com déficit de R$ 700 milhões e a estimativa para 2019 é um déficit de R$ 2 a R$ 3 bilhões. A minha sugestão para tentar diminuir o déficit é além de cortar todas as ADRs é manter os repasses para os demais entes no mesmo valor de 2018, sem reajuste, para não acontecer como no RS onde o executivo está a 35 meses pagando os salários em atraso e o Judiciário, Legislativo, TCE, Ministério Público pagam em dia. Isso é injusto.

 

Fim de semana movimentado em BG – Além da chegada dos turistas que vem aproveitar o feriado da Proclamação da República, na sexta bingo na Praia Santa Fé, a festa de Nossa Senhora do Parto, padroeira do Município no dia 18 e o festival de Paramotor de 15 a 18/11.

 

Boa notícia - Santa Catarina se mantém com a menor taxa de desemprego do país e com o menor percentual de trabalhadores sem carteira assinada no setor privado. É o que aponta a pesquisa PNAD Contínua, divulgada dia 14/11 pelo IBGE, com dados do terceiro trimestre de 2018. O Estado teve 6,2% dos trabalhadores desocupados entre os últimos meses de julho e setembro, enquanto a média nacional foi de 11,9%. No mesmo período do ano passado, o percentual de desocupados catarinenses era de 6,5%, o que representa uma ligeira melhora do período mais recente. As piores taxas de desocupação foram observadas no Amapá (18,3%), Sergipe (17,5%) e Alagoas (17,1%).